Atividades e Realizações

Atividades

Pantanal

Pesquisa - Desde 2006, a pesquisa da WCS-Brasil no Pantanal tem se concentrado nos impactos da pecuária, nas melhores práticas inovadoras de gestão visando espécies-alvo da vida selvagem, comunidades ecológicas e ecossistemas.

Inicialmente, foram estabelecidas três parcerias com fazendeiros da região do Alto Rio Negro do Pantanal sul. As propriedades somam cerca de 13.000 ha de florestas bem-preservadas até altamente perturbadas, áreas úmidas e savanas, bem como áreas recentemente desmatadas(<10 anos), convertidas para pastagens exóticas. Em uma fazenda cujo gado pastava exclusivamente em pasto nativo, foi montado um sistema experimental de rotação de pastagem,que tem sido foco de uma série de estudos que investigam a sustentabilidade da técnica em relação as pastagens nativas, produtividade, rentabilidade da fazenda,e os impactos nas comunidades da fauna e flora pantaneira. Esses estudos, realizados em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa-Pantanal, representa as primeiras investigações experimentais de um sistema de rotação de pastagem no Pantanal. Os resultados mostraram que houve benefícios ambientais e econômicos significativos com a utilização do sistema de rotação, em comparação ao uso de pastoreio tradicional contínuo. Os benefícios incluíram aumento de biomassa e qualidade de forrageio da pastagem nativa, aumento do peso do gado, melhora no sucesso reprodutivo do gado, e diminuição do impacto no sub-bosque da floresta e comunidades de plantas do Pantanal.Os aumentos na biomassa de pastagem também contribuem para a capacidade do Pantanal de sequestrar carbono, pois a pastagem retira CO2 atmosférico emitido como resultado do desmatamento, produção de madeira, carvão vegetal, e queimada. Estes estudos demonstraram que pastejo rotacionado em pastagem nativa é uma alternativa ecológica e economicamente viável para as práticas de pecuária insustentáveis ​​comumente usadas ​​por fazendeiros do Pantanal. Com base nesses resultados, WCS-Brasil lançou uma campanha de divulgação (veja abaixo) para promover a utilização generalizada de pastejo rotacionado nas fazendas do Pantanal e Cerrado entorno. Estudos adicionais e monitoramento no Pantanal pela WCS-Brasil e seus colaboradores, como a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), têm demonstrado que altos níveis de atividade de gado tem impactos fortes e amplamente negativo sobre as comunidades de planta se zonas húmidas, macroinvertebrados e aves pernaltas de “salinas”, anfíbios de florestas, morcegos, e mamíferos e aves frugívoros. Para todas estas comunidades ecológicas os estudos têm mostrado que altos níveis de atividade de gado reduzem a heterogeneidade ambiental (variabilidade), levando a alterações de composição de espécies, aumento na abundância de espécies tolerantes à perturbação, e perdas globais de diversidade de espécies. A incrível variedade de mamíferos e aves frugívoras encontradas com armadilhas fotográficas colocadas sob árvores frutíferas no Pantanal podem ser vistas no topo da pagina desta pagina web na galeria de fotos. Para ajudar a preencher uma lacuna de conhecimento significativo sobre o enorme potencial desempenhado pela extensa planície pantaneira (> 100 mil km2) no sequestro de carbono regional, WCS-Brasil esta fazendo um levantamento da biomassa vegetal (estoque de carbono)de zonas húmidas. Os resultados preliminares mostram que a biomassa da planta aquática varia enormemente entre os diferentes tipos de zonas húmidas, variando de 3 a 25 Mg-C/ha. Pesquisa da WCS-Brasil no Cerrado entorno do Pantanal tem se concentrado na avaliação dos efeitos da fragmentação de habitats nativos e perda da mata ciliar  (ambos consequências do desmatamento na fauna, nos recursos frutíferos florestais, no fluxo de invertebrados e comunidades de peixes, e no ambiente único de nascentes dominado por uma palmeira  (Mauritia flexuosa) chamado de "buritizais" ou veredas. Como um vínculo de todos os trabalhos de pesquisa no Pantanal e no Cerrado entorno existe o estudo de longo prazo (13 anos)sobre os queixadas (ver página sobre queixadas) pela pesquisadora da WCS-Brasil, Alexine Keuroghlian. 

Queixadas são frugívoros, espécie de grande área de vida, que formam grandes bandos (30 a 70 indivíduos)e usam diferentes tipos de habitats, tanto no Pantanal quanto no Cerrado. Por eles serem vulneráveis ​​aos impactos da mudança do uso da terra, caça e outras atividades humanas, são excelentes bioindicadores da saúde dos ecossistemas regionais (ver página sobre queixadas) . Mecanismos financeiros que promovem práticas sustentáveis ​​de uso da terra. -Trabalhando em parceria com a ONG, Associação de RPPNs do MS (REPAMS) e com os proprietários que adotam práticas sustentáveis ​​de uso da terra, a WCS-Brasil está incentivando a criação de reservas permanentes, chamadas de RPPNs, em ranchos e fazendas particulares. Os proprietários que criam uma RPPN recebem incentivos fiscais por parte do governo brasileiro, e se beneficiarão de futuros programas de certificação que recompensa os esforços para preservara cobertura vegetal nativa e manter os serviços ecossistêmicos. Baseado no grande sucesso do guia de aves de 2010, Aves do Brasil:Pantanal e Cerrado do Brasil central da Wildlife Conservation Society, por JohnA. Gwynne, Robert S. Ridgely, Guy Tudor e Martha Argel (link para página do livro de pássaro), a WCS-Brasil também estuda aviabilidade da expansão do ecoturismo regional baseado na observação de aves. Ecoturismo proporciona renda adicional para os proprietários “eco-friendly” e é um incentivo importante para a conservação de habitats nativos. Campanhas educacionais.—Através de um programa educacional, a WCS-Brasil e ONGs parceiras, como Instituto Ambiental Quinta do Sol e REPAMS, estão ajudando a incutir uma ética de conservação entre os membros da comunidade rural, preencher lacunas de conhecimentos básicos sobre a importância da conservação e expandir o uso de práticas de uso da terra ambiental e economicamente sustentáveis ​​ em propriedades da região. Usando uma variedade de atividades e materiais de ensino, o programa tem como alvo um amplo espectro socioeconômico dos proprietários rurais, trabalhadores e estudantes. O programa promove e facilita a participação de proprietários e trabalhadores rurais em oficinas e cursos de capacitação que demonstram os benefícios de práticas sustentáveis ​​de uso da terra e proporciona uma formação técnica para a implementação das técnicas. Os cursos incluem: Melhores práticas de gestão sustentáveis ​​de pecuária para o gado, Uso de cerca elétrica móvel para sistemas de rotação de pastagens, Cuidados de prenhes e bezerros recém-nascidos, e Agrofloresta O impacto das oficina se cursos são avaliados com pesquisas de conhecimento e atitude feita com os participantes antes e depois das atividades educativas.  A WCS-Brasil desenvolveu folhetos informativos e panfletos que são distribuídos em encontros regionais, sociais,eventos esportivos e escolas. Os materiais incluem:  um livreto intitulado, Boi,Sombra e Água Fresca que é um guia para a produção de pecuária sustentável e obtenção de melhor lucro para pequenas propriedades rurais, por exemplo, a maioria das propriedades no Cerrado, cuja renda principal é o leite. um panfleto intitulado, Córrego, Para Que te Quero? que explica a importância de proteger as matas ciliares, as fontes de água e a biodiversidade aquática para a manutenção da qualidade e quantidade da água, bem como os meios de subsistência rural, e um banner e folheto, intitulado Projeto Queixada , o que explica o valor de queixadas como bioindicadores de saúde da floresta, e descreve as diferenças entre as espécies nativas (queixadas e catetos) e porcos selvagens exóticos. Os porcos selvagens são caçados então é de fundamental importância que os caçadores não confundam e matem as espécies nativas. 

Educação ambiental da WCS-Brasil, visando os jovens da zona rural,inclui uma série de apresentações em escolas regionais, intitulado "DIGA NÃO AO DESMATAMENTO" sobre a importância da preservação da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos. Para ajudar a promover atitudes positivas sobre a vida selvagem e biodiversidade de água doce entre os alunos rurais e suas famílias. 

A WCS-Brasil fornece uniformes para as equipes de futsal da região. Além de ter uniformes que exibem queixadas ou bichos aquáticos como símbolos da equipe, o aluno /atleta é auxiliar de pesquisadores da WCS-Brasil no monitoramento e divulgação sobre conservação ambiental. Até esta data, a campanha de divulgação educacional da WCS-Brasil atingiu uma gama socioeconômica diversificada das comunidades que ocupam>170.000 ha de propriedades rurais no Pantanal e no Cerrado entorno. Espera-seque essas comunidades mais experientes venham a fazer contribuições significativas para a conservação dos serviços ecossistêmicos regionais e da biodiversidade.

Últimas publicações

All Pantanal Publications >>

Email from:
 
Email to:
 
Message:


The person you email to will see the details you enter in the Form field and will be given you IP address for auditing purposes